31 de março de 2008

Coisas de noiva

Queria muuuiiito ter tempo pra escrever aqui todos os dias. E queria muito ter assunto pra escrever aqui todos os dias. Tenho a sensação de que o tempo passa e mais nada acontece. Ainda falta tanta coisa... Não tenho bouquet, não tirei medida pro vestido, não tenho sapato, nem jóias, não defini o bolo, nem a decoração, nem as flores...

Todo mundo ficou me dizendo que era pra eu começar a planejar meu casório com 1 ano de antecedência, que em 10 meses não daria tempo... Confesso que desde que bati o martelo no Lajedo pouca coisa foi feita até agora e muito ainda falta até outubro. Sou eu que não me movimento ou é assim mesmo?

Sem falar no enxoval. As pessoas me perguntam o que eu ainda não tenho e eu respondo com as poucas coisas que já ganhei. Minha sogra me deu praticamente tudo: 3 jogos de cama queen, 2 jogos de toalhas, panos de prato lindinhos, um aparelho de lasanha etc. Minha cunhada tb me deu coisas bem legais, minha avó, a tia Gorete, minha tia tb, mas sinto que ainda falta tudo.

Imagina que não tenho nada de móveis. Ok. Tenho a cozinha planejada que já estava lá, um armário antigo que vamos reformar, minha escrivaninha que já foi adaptada e meu armário aqui que será levado. Sofá, mesa, cadeira, TV, essas coisas, nada...

Acho que o fato de ter entrado na casa dos 6 meses e alguns dias bateu na minha cabeça e meio que comecei a ficar um pouco neurótica. Só de leve, mas tenho tido algumas palpitações. Nem vou mencionar os pesadelos... Uma loucura.

Bom, um pequeno desabafo. Coisas de noiva.

9 de março de 2008

O Lajedo

Sábado foi dia de comilança. Devo assumir que nem almocei, esperando a hora da degustação no Lajedo. Já tínhamos ido a uma em Janeiro, mas o cocktail não era o que nós escolhemos. Fomos mais pra ver a apresentação e conhecer o serviço. Dessa vez fomos experimentar as comidinhas que serão servidas na minha festinha.


Fomos só eu e Bê. Minha mãe viajou pra comemorar o birthday dela (Parabéns, mommy!!!) e a sogrinha também viajou com a cunhadinha. Então lá fomos eu e noivorido provar comidinhas gostosinhas. Assim que chegamos, fomos visitar o espaço e tivemos uma mega surpresa. Segundo palavras do Bê: "What a pleasant surprise!". Pleasant indeed. Só posso dizer que o local da cerimônia está em obras e se já era bonito, agora está ficando perfeito, do jeitinho dos nossos sonhos.

Iniciado o serviço gastrônomico, ADORAMOS tudo. Tava com medo de ter escolhido um cocktail fraco, com itens sem graça, mas fiquei impressionada. Não deve nada ao outro, mais caro e ainda tem coisas que eu gosto mais. Provamos um mil folhas de bacalhau que é de outro mundo. E ainda tinha umas coisinhas de camarão muito gostosinhas. Só ficamos tristes por não termos experimentado o risoto, que é minha outra opção de jantar volante. Sendo assim, o picadinho de filet mignon continua na dianteira, sendo o favorito. Porém, terei que pagar um adicional por ele, que espero que seja bem pouquinho (Pedi pra Dani um precinho de mãe - ela tá grávida - hehe). Quem sabe não consigo sem adicional algum?

Após a comilança - 4 canapés, 4 salgadinhos e 2 pratos volantes enchem muito, de verdade -, ainda tinha que sobrar espaço pro bolo. Mais uma vez me surpreendi. Sensacional. Delicioso. Perguntei quem faz, mas já esqueci o nome dele. Depois pergunto de novo e deixo o contato dele aqui. Aproveitamos pra meio que definir o modelo, mas esse é um assunto mais pra adiante. Os chocolates nem precisam de comentários. Bernardo já tem até um favorito. É um creminho de maracujá num potinho de chocolate. Muito bom mesmo.

Enquanto nos deliciávamos com tudo, tivemos o prazer de conhecer e de compartilhar a companhia da proprietária do Lajedo, a Mônica. Muito simpática, sentou-se a nossa mesa, se apresentou e quis ouvir um pouco a nossa história, como fomos parar lá, porque tínhamos escolhido o local, se estávamos gostando, enfim, um carinho e uma atenção a mais que nos fizeram bem. Gostamos muito do papo. Ela me pareceu muito acessível e descontraída.

Terminada a parte gastronômica, fomos dar uma olhada na festa que tava sendo preparada. Show. Era 15 anos, mas me deu muitas idéias. É legal ver coisas diferentes, pq te dá idéias fora daquele padrão já definido. Festão de sonho que a menina ia ter. Sucesso absoluto. Muito acima do meu bolsinho, mas dá pra adaptar umas idéias dela.

Estamos muito felizes e satisfeitos com nossa escolha. Cada vez que visitamos o Lajedo ou que entramos em contato com a Dani, temos mais uma confirmação de que nosso casamento será perfeito, planejado minuciosamente, com cuidado e carinho e realizado por profissionais. Espero que essa nossa sensação continue assim até o fim.

Sendo assim, a dica de hoje é mais uma vez o Lajedo.
Lajedo: http://www.lajedo.com.br/ 2435-9292 (Danielle Carolina)

2 de março de 2008

Os Bem Casados

Hoje foi uma dia doce. Dia de experimentar bem casados. Eu nunca fui muito fã do doce não, mas estes estavam especiais. Talvez por serem do meu casamento, sei lá. Achei delicioso.

Encomendamos 200 forrados em papel crepon importado amarelinho e laranjinha. Gostei muito das cores, achei bem alegres. De tabela acabei definindo as cores da decoração, que devem seguir o estilo. Fiquei muito feliz.

Os bem casados foram presente de sogrinha, que fez questão de fazer com a Tânia, que tinha feito pra minha cunhada. Ela é ótima, e faz diversos recheios. Os meus serão doce de leite e nozes. Tudo de bom. Além de bem casados, ela ainda vende prossecco, havaianas personalizadas, lembrancinhas mil, entre outras muitas coisas.

No fim da noite, ainda defini as cores dos vestidos de 3 madrinhas. Dia bastante produtivo pro casório.

Então, hoje fica a dica do Bem casado:
Taniti: 3903-2171 (R$2,00)